Pela primeira vez em décadas, leilão de pedras lunares será realizado

Está com dinheiro sobrando na conta e por acaso é um aficionado por tudo o que tem a ver com o espaço? Talvez seja hora de adquirir uma pedra lunar, vendida pelas singulares bagatelas de US$ 700 mil a US$ 1 milhão. Que tal?

Isso porque a Sotheby’s leiloará três minúsculas pedras lunares capturadas durante uma expedição soviética realizada em 1970, com o leilão acontecendo no mês de novembro. Essas rochas foram originalmente dadas de presente pelo governo à viúva de um cientista russo de foguetes. Depois, elas apareceram em um leilão em 1993 e foram vendidas por US$ 442 mil.

No anúncio da Sotheby’s, é dito que esta é “a primeira vez em que um pedaço de outro mundo é oferecido ao público para venda”. Esta será, de acordo com a empresa de leilões, “a única venda legal conhecida de pedras lunares que já ocorreu”, e a companhia inclusive está empolgada para oferecer os artefatos “tremendamente raros e históricos” às pessoas comuns.

O leilão "Exploração Espacial" acontecerá em 29 de novembro em Nova Iorque e leiloará, além das rochas lunares, alguns outros artigos espaciais. (Imagem: Sotheby’s)

Vale lembrar que, apesar de a NASA ter muitas amostras de rochas lunares, estas serão as únicas que o público poderá adquirir sem precisar se voltar ao mercado oculto ou qualquer segmento do gênero, ainda que sejam pedras realmente pequenas. E além destas, a Sotheby’s também tem em sua coleção outros artigos relacionados ao espaço para leiloar.

Um gravador de voz soviético da primeira missão espacial em 1963 deverá ser vendido por cerca de US$ 40 mil, por exemplo, enquanto que um traje espacial completo da missão Gemini deverá ser leiloado por cerca de US$ 150 mil.

A exposição lunar da Sotheby’s para o público acontecerá entre os dias 25 e 28 de novembro, e o leilão será no dia 29 de novembro. Então, mesmo que não esteja interessado em adquirir as rochas lunares, se você estiver passeando por Nova Iorque nessas datas poderá apreciar as pequeninas rochas lunares por um tempinho.

via Canaltech

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *