Falha do YouTube exigia pagamento para a reprodução de vídeos na plataforma

Tudo sobre

YouTube


Hoje (29) foi um dia atípico para diversas pessoas que tentaram acessar o YouTube. Vários usuários do serviço reclamaram que uma falha da plataforma pediu para que esses usuários pagassem para assistir a vídeos que são gratuitos.

De acordo com as reclamações de diversos usuários, ao tentar acessar um vídeo público qualquer da plataforma eles eram recebidos por uma mensagem alegando que o vídeo necessitava que o usuário efetuasse um pagamento para reproduzi-lo, enquanto outros se depararam com uma mensagem que avisava sobre um erro no servidor, e nem sempre atualizar a página era o suficiente para que o erro fosse solucionado.

Mensagem de erro dizia que o usuário deveria pagar para poder assistir a ao vídeo (Captura: Variety)

Segundo o site DownDetector.com, houve um aumento das reclamações sobre o YouTube a partir das 15h (horário de Brasília). A maioria delas eram sobre problemas na execução de vídeos, que pareciam mais concentrados na Costa Leste dos Estados Unidos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O YouTube já confirmou via Twitter que corrigiu a falha que estava ocasionando essas mensagens de erro, e agora todos os usuários já podem voltar a assistir a vídeos na plataforma sem problemas.

A falha acontece cerca de duas semanas depois do dia 16, quando uma pane no servidor global deixou o site fora do ar durante noventa minutos, ocasionando problemas também no YouTube TV e YouTube Music. E assim como na falha de hoje, a empresa se desculpou, resolveu o problema mas não explicou o que exatamente foi a causa dele.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *