Dona do TikTok (Musical.ly) ultrapassa Uber como startup mais valiosa do mundo

Já conhece a nova extensão do

Tecnoblog

?

Baixe Agora

A chinesa ByteDance se tornou a startup mais valiosa do mundo, chegando em US$ 78 bilhões e ultrapassando o Uber. Você provavelmente nunca ouviu falar dela, mas talvez conheça um de seus produtos: o TikTok, app para vídeos musicais de até 15 segundos que se chamava Musical.ly.

Segundo o TechCrunch, a ByteDance recebeu um investimento de US$ 3 bilhões que coloca seu valor de mercado em US$ 78 bilhões. Isso está à frente da avaliação mais recente do Uber, cotado em US$ 72 bilhões.

Claro, a ByteDance não será a startup mais valiosa para sempre. O Uber cogita realizar um IPO (oferta pública de ações) no ano que vem, no qual ela valeria cerca de US$ 120 bilhões.

TikTok e Toutiao rendem US$ 2,5 bilhões em receita

A ByteDance comprou o Musical.ly no final do ano passado e o fundiu com seu app, o TikTok, que hoje conta com 500 milhões de usuários mensais. (O nome faz referência ao som de um relógio, representando a natureza curta da plataforma de vídeo.) Além disso, a empresa tem uma versão somente para a China, chamada Douyin, com 300 milhões de usuários.

VIDEO

A startup também opera o Toutiao, agregador de notícias que seleciona os tópicos mais interessantes usando inteligência artificial. Ele é um dos aplicativos mais baixados ​​na China, com 120 milhões de usuários, e rende dinheiro exibindo anúncios no feed. A ByteDance teve receita de US$ 2,5 bilhões no ano passado, segundo a Bloomberg, mas ainda não consegue lucrar.

O sucesso da ByteDance é tão grande que alguns gigantes de tecnologia querem copiá-la. Rumores dizem que o Facebook está criando um clone do TikTok. Além disso, o Google estaria desenvolvendo um app de notícias semelhante ao Toutiao para a China.

O governo chinês está de olho no crescimento da ByteDance: o Toutiao foi temporariamente banido por divulgar notícias que “contradizem os principais valores do socialismo”. A equipe de moderação de conteúdo cresceu de 6 mil para 10 mil pessoas.

Com informações: TechCrunch, The Verge.

via Tecnoblog

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *