Ações da Amazon caem 10% após relatório do 3º trimestre e assustam acionistas

Tudo sobre

Amazon


A Amazon não conseguiu atingir a previsão de vendas feita por Wall Street e isso impactou o valor de suas ações antes do fechamento desta sexta-feira (26), que caíram 10%. Investidores estão preocupados com a possibilidade de a expansão da gigante do e-commerce estar desacelerando.

Apesar de terem registrado crescimento, os resultados financeiros da Amazon para o terceiro trimestre foram anunciados na última quinta-feira (25) e deixaram os acionistas decepcionados: o rendimento adquirido na receita foi de US$ 56,6 bilhões, quase US$ 1 bilhão abaixo do que era esperado por Wall Street.

A queda das ações, se for mantida quando as bolsas abrirem oficialmente, pode derrubar quase US$ 90 bilhões do valor de mercado da Amazon. Os analistas de Wall Street, entretanto, apóiam as perspectivas de longo prazo da empresa: Apenas três corretoras cortaram suas metas de preço sobre as ações e outras quatro as aumentaram, alegando que o crescimento da empresa permaneceu intacto. Ross Sandler, analista do Barclays, escreveu: “As ações subiram 52% no último ano, portanto esse tipo de susto provavelmente pesará sobre o sentimento no curto prazo, mas acabará por se resolver”, apontando o primeiro trimestre de 2019 como período provável para a recuperação.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Além de encontrar barreiras para a expansão devido ao crescimento de concorrentes como a Buy, Target e Walmart, a Amazon tem sido alvo de escândalos associando a atuação do CEO Jeff Bezos contra direitos trabalhistas e digna remuneração de seus empregados.

A receita dos negócios internacionais da Amazon, que representam 27,5% das vendas totais, conseguiu registrar crescimento de 13,4% no terceiro trimestre de 2018. “Não vemos nenhum problema estrutural real com a Amazon, mas quase todas as linhas do negócio estão desacelerando um pouco”, afirmou Sandler.

Com a chegada do período de fim de ano e das compras de Natal, a empresa espera que as vendas do quarto trimestre de 2018 subam entre 10% e 20%, ou até US$ 72,5 bilhões. Os acionistas, entretanto, esperavam que as vendas de fim de ano chegassem a US$ 73,9 bilhões, segundo dados do Refinitiv. As ações da empresa caíram 9,7%, registrando US$ 1.610, no pregão anterior.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *