Rumor: Enciclopédia oficial do Super Mario plagiou wiki feita por fã

Franquias mais longevas dos games tendem a ganhar abordagens especiais em material físico. Guias ilustrados, livros de arte e edições de colecionador, por exemplo, são uma constante no mercado cada vez mais digital de jogos. Isso nos leva à Dark Horse Comics, editora que publicou recentemente a Super Mario Encyclopedia, um livro ilustrado que contém informações detalhadas sobre mundos, inimigos, itens e obstáculos de todos os jogos da franquia Super Mario, a mais proeminente da Nintendo, que, aliás, deu a sua bênção e oficializou a publicação.

O problema: uma parte considerável do conteúdo da enciclopédia foi diretamente copiada de wikis espalhadas pela internet e 100% feitas pelos fãs, que não possuem a anuência da Nintendo em suas confecções.

Os três tweets abaixo, vindos da Super Mario Wiki, denunciaram o caso:

O problema é que, pela enciclopédia ter o selo Nintendo de produto oficial, o cânone é ditado por ela. Assim sendo, o pessoal responsável pela wiki está debatendo se eles devem ou não citar o livro oficial como fonte, ainda que o dito livro os tenha copiado sem o devido crédito em primeiro lugar. Veja o longo posicionamento da equipe da wiki abaixo:

“…basicamente, diversos nomes foram tirados verbatim ou desta wiki ou da Mario Wikia, ainda que eles contrariem a enciclopédia japonesa original, não sejam originalmente em inglês, ou ainda sejam completas conjecturas. Isso é diferente das citações dúbias de outros sites, as quais são majoritariamente simplistas, com erros ocasionais que podem facilmente serem ignorados. Honestamente, se fôssemos citar completamente cada nome neste livro, estaríamos citando a nós mesmos, e isso parece desastroso no que tange à credibilidade. Também é duvidoso, para não dizer improvável, de que estes nomes foram especificamente escolhidos pelos autores porque eles sinceramente acreditaram que cada um destes eram nomes aceitáveis em inglês, especialmente quando eles são transliterações japonesas que diferem até mesmo do livro japonês. O fato deste livro ser oficial é digno de consideração, mas isso não significa que ele deva ser automaticamente aceito sem pelo menos contabilizar os problemas de qualidade que mencionamos.

Isso dito, há alguns nomes que parecem não ter sido vindos da wiki, como "Sentry Garage" para se referir a “Jump Garage”, bem como a falta de uma fonte em inglês — o uso destes nos parece ok. Por outro lado, é como se estivéssemos escolhendo o que é válido e o que não é, mas é bastante óbvio quais foram os nomes diretamente ‘emprestados’ da wiki, e, por isso, quais nomes podem ser ignorados (…).

Seja este livro completamente barrado de ser citado por nós, ou se for permitida a citação apenas parcial, deixe-me ser abundantemente claro: nós não deveríamos permitir essa citogênese em nossa wiki”.

Um dos tradutores que atuaram na confecção dos livros veio a público pouco depois do caso ser denunciado. Por meio de sua conta no Twitter, Zack Davisson disse que as wikis online são usadas quando inimigos ou itens não possuem um nome oficial.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *