Afinal, qual é a diferença entre gigabit e gigabyte?

Muitos confundem os significados de “Gigabit” e Gigabyte”, unidades de medida utilizadas para propósitos diferentes. São unidades intercambiáveis, mas como aparecem em situações diferentes, muitos acabam tomando uma pela outra. Quando contratamos um plano de internet, por exemplo, escolhemos uma velocidade em Mbps (Megabits por segundo), mas fazemos downloads em MB/s (Megabytes por segundo). Por que isso acontece?

Como você já deve ter observado, a velocidade de download máxima é aproximadamente 8 vezes menor do que a velocidade do plano. E não se trata de uma coincidência: 1 byte, unidade criada em 1956 por Werner Buchholz, corresponde exatamente 8 bits. Já um bit é a unidade mais básica da computação, capaz de ter apenas dois valores possíveis: 0 e 1 (aliás, bit significa “Binary digIT”, dígito binário em inglês):

Como podemos ver acima, um byte é um conjunto de uma sequência de 8 “0s e 1s”, um bit.

Velocidade e armazenamento

Mas por que existe essa diferença? O volume de dados já estava ficando cada vez maior em 1956, ano de criação do byte, exigindo unidades maiores. No caso, dos dados armazenados, já que os bytes são utilizados no armazenamento, enquanto os bits utilizados para transferência de dados. E é exatamente por isso que vemos roteadores à venda propagandeando suas velocidades em Mbps (ou Gbps), e HDs e SSDs em gygabytes (GB) ou terabytes (TB).

Como diferencia um do outro? Bytes sempre aparecem com a letra “B” maiúscula (KB, MB, GB, TB), enquanto os bits aparecem sempre com o “b” minúsculo (Kbps, Mbps, Gbps). Já as primeiras letras (K, M, G) são multiplicadores decimais:

Para transformar o valor em bits em bytes, basta dividir por 8. Por exemplo, um plano de 80 Mbps chegará a um máximo de 10 MB/s de download. O inverso também é válido: um arquivo com 80 KB possui 640 Kb (kilobytes), bastando multiplicar o valor em bytes por 8.

Conclusão

Voltando à pergunta inicial, agora que já temos elementos para respondê-la: “gigabit” é uma unidade utilizada para mostra velocidades de transferência de dados. É encontrada em roteadores, switches, planos de internet domésticos e assim por diante. Já “gigabyte” é uma unidade de armazenamento de dados, utilizado em HDs e SSDs, assim como arquivos de forma geral. No caso, temos o “giga” antes de ambos, bastando multiplicar o valor por 109, ou 1.000.000.000.

Trata-se apenas de uma convenção utilizada para indicar sobre o que estamos falando: transferência de dados ou armazenamento. Ambas são intercambiáveis, mas possuem finalidades específicas.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *