NASA pratica nova missão de Marte jogando clássica máquina com a garra

Sabe quando você vai a shoppings e tem uma máquina com vários prêmios dentro e tudo que é preciso fazer é controlar uma garra mecânica para que ela literalmente agarre o consagrado item? Antigamente, esse objeto costumava ser um urso de pelúcia, mas hoje em dia podem ser encontrados até mesmo celulares dentro desses arcades. E como se a frustração de não conseguir manobrar essas garras aqui na Terra não fosse suficiente, a NASA quer levar essa experiência para Marte, também.

No início desta semana, a NASA publicou um vídeo do módulo de pouso InSight, programado para chegar em Marte dia 6 de novembro. A máquina usará um braço robótico para apreender instrumentos da nave e colocaa-los em outro planeta. Será a primeira missão do gênero e os instrumentos alocados ajudarão os cientistas a estudar o interior do planeta pela primeira vez.

O braço mecânico do InSight. (Imagem: Geek.com)

Tom Hoffman, gerente de projeto da InSight no JPL (Jet Propulsion Laboratory) da NASA em Pasadena, Califórnia, afirmou que a equipe tem praticado usar o braço robótico da InSight ao treinar nas conhecidas maquininhas de shopping. “A diferença, é claro, é que, ao contrário dos projetistas de máquinas com garra, nossa equipe de braço robótico trabalha duro para nos permitir vencer todas as vezes”.

O objetivo é que, quando o módulo de pouso chegar em Marte, o braço robótico do InSight, chamado de Instrument Deployment Arm, pegará o Pacote de Propriedades Físicas e Fluxo de Calor do deck da espaçonave e os abaixará com cuidado até o chão. Esses pacotes científicos sensíveis avaliarão a energia interior de Marte e o Experimento Sísmico para a Estrutura Interior, que estudará as vibrações do solo desencadeadas por terremotos no planeta Marte (marsquakes, em inglês) e impactos de meteoritos.

O Laboratório de Propulsão a Jato simula como serão as atividades em Marte. (Imagem: Geek.com)

O braço robótico precisa pousar tudo corretamente e, além da máquina com o game das garras, a NASA também tem uma versão de testes do braço. Os testes da missão InSight são feitos em uma espécie de bancada que simula Marte, no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. Lá, a equipe treina com uma garra de cinco dedos na extremidade do braço robótico, que levanta o escudo térmico e eólico, o qual protege o sismômetro da InSight.

As implantações dos instrumentos estão, inclusive, sendo conduzidas sob um ambiente com luzes avermelhadas para simular atividades em Marte. Assim que a equipe considerar que é seguro seguir com a missão, o braço robótico será usado para fazer o mesmo processo, só que desta vez no Planeta Vermelho. “O prêmio para a equipe [da missão] InSight não será um ursinho fofo”, disse Bruce Banerdt, principal investigador da InSight no JPL. “Será o fluxo de dados científicos que vem de instrumentos posicionados com precisão — nos dizendo como Marte é realmente por dentro”.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *