Black Shark Helo é o celular gamer da Xiaomi com até 10 GB de RAM

Já conhece a nova extensão do

Tecnoblog

?

Baixe Agora

A Xiaomi prometeu lançar um smartphone gamer nesta terça-feira (23) e assim o fez: o Black Shark Helo (e não Black Shark 2, como previsto inicialmente) vem com processador Snapdragon 845, até 10 GB de memória RAM e um joystick que lembra vagamente os controles do Nintendo Switch.

Xiaomi Black Shark HeloXiaomi Black Shark Helo

O apelo gamer começa pelo visual. Embora o Black Shark Helo tenha traços um pouco mais sóbrios que os do primeiro Black Shark, há alguns elementos estéticos que remetem ao segmento, com destaque para o logotipo e os detalhes em LED nas laterais.

Mas o que mais interessa são as especificações. Nesse aspecto, o Black Shark Helo não faz feio. Como você já sabe, o processador é o octa-core Snapdragon 845, que é complementado com a GPU Adreno 630. Já a bateria continua trazendo os mesmos 4.000 mAh que aparecem na geração anterior — há suporte para recarga rápida (Quick Charge 3.0).

Os diferenciais estão na quantidade de memória RAM e na capacidade de armazenamento. Há três configurações possíveis:

  • 6 GB de RAM + 128 GB de armazenamento;
  • 8 GB de RAM + 128 GB de armazenamento;
  • 10 GB de RAM + 256 GB de armazenamento.

A tela mudou. Pensava-se que o Black Shark Helo traria o mesmo painel IPS de 5,99 polegadas da geração anterior, mas, na verdade, o smartphone é equipado com um display AMOLED de 6,01 polegadas com resolução de 2160×1080 pixels, formato 18:9, brilho de 430 nits e HDR — um chip dedicado converte conteúdo em SDR para esse padrão. A taxa de atualização continua em 60 Hz, porém. Notch? Não tem.

Xiaomi Black Shark HeloXiaomi Black Shark Helo

Já as câmeras permanecem praticamente as mesmas. A traseira vem com câmera dupla de 12 + 20 megapixels e abertura f/1,7 nas duas lentes. A frontal traz 20 megapixels e lente com abertura f/2,2.

De acordo com a Xiaomi, o Black Shark Helo tem um mecanismo de controle de calor interno que é mais eficiente que o da primeira geração: os dois tubos de resfriamento líquido presentes no modelo podem reduzir a temperatura do processador em até 12 graus.

Xiaomi Black Shark Helo - resfriamentoXiaomi Black Shark Helo - resfriamento

No quesito software, o novo smartphone da Xiaomi traz o Android 8.1 com a interface Joy UI (similar à MIUI). Um dos destaques aqui é a ferramenta Gamer Studio, que permite ajustar processador, conectividade e outros parâmetros para jogos específicos. Essas configurações podem ser compartilhadas por meio de uma ferramenta chamada Shark Code.

Voltando à parte externa, nos deparamos com uma traseira predominantemente de vidro, corpo de alumínio, leitor de digitais logo abaixo das câmeras, dois alto-falantes externos frontais — não há conexão para fones de ouvido —, além de um botão de dois estágios na lateral que otimiza o processador para jogos exigentes.

Black Shark GamepadBlack Shark Gamepad

Por fim, temos um novo joystick acoplável. O Black Shark Gamepad tem um sistema de encaixe que lembra o Nintendo Switch, como já dito. O acessório é formado por duas partes, uma para cada lado do smartphone, mas é possível utilizar apenas uma (ou nenhuma).

Inicialmente, o Black Shark Helo vai ser comercializado só na China, a partir de 10 de novembro. Os preços são equivalentes a US$ 460 e US$ 505 para as versões com 6 GB e 8 GB de RAM, respectivamente. Ainda não há estimativa de preço para o modelo com 10 GB de memória.

Com informações: Android Authority, GSMArena.com.

via Tecnoblog

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *