Investimentos em tecnologias para veículos autônomos continua a crescer

O termo ‘carros autônomos’, anteriormente usado algumas dezenas de vezes, alguns meses deste ano chegou a quase mil menções

A busca para oferecer carros autônomos para o mercado só começou de verdade quando o Google iniciou a construção do seu próprio veículo, em 2009. Então, companhias como a Tesla e a Uber também seguiram equipando seus modelos autônomos. Logo depois as montadoras tradicionais, para não ficarem para trás, também buscaram desenvolver seus veículos, o que gerou aquisições, como um acordo de US$ 1 bilhão da General Motors para a startup autônoma de três anos Cruise, em 2016.

Agora, aparentemente, todos estão investindo nesses modelos, basta verificar o número de menções para “veículos autônomos” em transcrições corporativas, releases e materiais públicos, indicando um aumento mensal relevante na frequência de menções, de acordo com a empresa de pesquisa de investimentos Sentieo.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *