Compras via smartphones já representam 41% das vendas online no Brasil

Segundo relatório da Criteo, houve crescimento de 48% nas transações móveis em relação ao ano anterior; Pesquisa também indica ascensão global das compras em apps


Brasileiros estão cada vez mais comprando online por meio de dispositivos móveis. Relatório Global Commerce Review, encomendado pela Criteo, plataforma de anúncios para a internet, dá conta de que de maio a junho deste ano, as vendas por celulares e tablets chegaram a 43% das transações online. Sendo que destas, 41% foram concluídas em telefone móveis.

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, houve aumento de 48% nas compras por meio de smartphones no Brasil. Já as vendas em tablets e desktops tiveram queda de 22% e 18%, respectivamente. O estudo, que analisa dados de navegação e compras de mais de 5 mil varejistas em mais de 80 países, revela que a adesão à web móvel e à tecnologia dos aplicativos vem crescendo globalmente.

“No mundo todo, as preferências dos consumidores têm mudado à medida que eles se tornam mais dependentes da conveniência e da personalização que as experiências de compra dentro dos aplicativos podem oferecer. Entretanto, é importante que os varejistas tenham em mente que o lançamento de um app não significa necessariamente resultados imediatos. Existe uma forte correlação entre o crescimento de transações nesse canal e varejistas que desenvolvem e se comprometem com uma estratégia contínua de promoção do aplicativo”, explica Alessander Firmino, diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.

O estudo analisou navegação e compra individuais de mais de 5 mil varejistas, em mais de 80 países, durante o segundo trimestre de 2018. Outra conclusão da pesquisa indica que a participação dos aplicativos aumenta constantemente ao longo do tempo para varejistas que promovem seus apps. Ao mesmo tempo, as varejistas com lojas físicas tendem a ficar atrás de seus concorrentes com presença unicamente online quando se trata de capturar a demanda no aplicativo.

Segundo o estudo, das marcas exclusivamente online que promovem seus aplicativos, 31% das transações são provenientes app.

Mais detalhes sobre o relatório Q2 Global Commerce Review podem ser acessados neste link.

 

via IDG Now!

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *