Bill Gates diz que “Microsoft nunca teria acontecido sem Paul Allen”

Enquanto o mundo da tecnologia ficou abalado com a notícia de que Paul Allen, cofundador da Microsoft, havia morrido ontem (15). Bill Gates, um de seus primeiros colegas, ficou em silêncio. Hoje (16), Gates escreveu sobre Allen em seu blog, e a situação ficou bem clara: Allen era uma pessoa muito querida para ele, e sua morte provavelmente o deixou mais abatido que a maioria.

“Paul Allen, um dos meus amigos mais antigos e primeiro colega nos negócios, morreu ontem”, disse Gates abrindo seu texto acerca de Allen. Mas talvez a declaração mais importante do homem que foi a “cara da Microsoft” por muitos anos tenha sido outra:

Aquele momento marcou o fim da minha carreira na faculdade e o começo na nossa empresa, a Microsoft. Só aconteceu por causa do Paul

“A Microsoft nunca teria acontecido sem o Paul. Um dia, ele veio até mim, insistindo para que eu o acompanhasse até uma banca de revistas. Quando chegamos, ele me mostrou a capa da edição de janeiro de 1975 da Popular Electronics. Lá estava a foto de um novo computador chamado Altair 8800, que funcionava a partir de um novo chip bastante poderoso. Paul olhou para mim e disse: ‘isso aqui está acontecendo sem a gente!’. Aquele momento marcou o fim da minha carreira na faculdade e o começo na nossa empresa, a Microsoft. Só aconteceu por causa do Paul”.

Gates deixou bem claro que, desde antes da popularização do computador pessoal, Allen previa que haveria uma revolução tecnológica impulsionada por novos chips e computadores poderosos. A capa daquela revista parece tê-lo deixado inquieto ao ver sua previsão começar a se desenrolar sem que ele fizesse parte daquilo.

Amigos de infância

A história de Gates e Allen, contudo, começou muito antes disso. Bill explicou que conheceu o amigo quando estava na sétima série, e Paul estava dois anos à frente. Quando o primeiro computador chegou à escola em que eles estudavam, os dois passavam todo seu tempo livre em volta daquela máquina ou juntos falando de computadores.

Gates também falou sobre o amor de Allen por música, especialmente Jimi Hendrix, e ainda sobre sua paixão por esportes. Allen acabou se tornando dono de duas equipes esportivas: os Seattle Seahawks, de futebol americano, e os Portland Trailblazers, de basquete.

“Paul merecia mais tempo de vida. Ele teria aproveitado ao máximo. Eu sentirei sua falta tremendamente”, finalizou.

via Novidades do TecMundo

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *