Novas câmeras RealSense da Intel “enxergam como humanos”

Enquanto uma parte da Intel tenta desesperadamente dar um jeito nas falhas Meltdown e Spectre, outras seguem a filosofia “a vida continua”. A divisão que lida com hardware para realidade aumentada é uma delas: duas câmeras RealSense foram anunciadas nesta semana com a proposta de dar visão 3D a qualquer dispositivo.

Na primeira olhada, a RealSense D415 e a RealSense D435 lembram webcams ou algo nos moldes do finado Kinect, mas a verdade é que elas vão muito além disso. As duas câmeras são equipadas com sensores que calculam a profundidade, permitindo mapeamento tridimensional e noções precisas do espaço do ambiente. Elas também contam com sensor RGB (para definição de cores) e módulo infravermelho.

RealSense D415 e D435 (inferior)

RealSense D415 e D435 (inferior)

O objetivo é permitir que as câmeras sejam empregadas em aplicações de realidade aumentada ou mista (realidade virtual com aumentada). A Intel afirma que elas são baseadas em uma tecnologia que “enxerga” como humanos para entregar experiências mais ricas. Para tanto, ambas foram equipadas com um chip RealSense Vision D4 capaz de processar imagens com resolução de até 1280×720 pixels e 90 frames por segundo em tempo real.

Note que as novas câmeras são componentes, não produtos finais, o que significa que elas podem complementar vários tipos de equipamentos, mas não trabalham sozinhas. É possível usá-las, por exemplo, em drones — ambientes externos também são suportados —, simuladores, jogos e projetos educacionais.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=E5feqYIQA0o]

Para a comunicação com outros dispositivos, a Intel equipou as duas câmeras com uma porta USB 3.0 com conector C. Como esperado, ambas também são compatíveis com o RealSense SDK 2.0, kit de desenvolvimento que facilita a criação de aplicações em Python, C++ e por aí vai.

Tecnicamente, os dois modelos são quase iguais. Porém, a RealSense D415 tem campo de visão mais estreito, o que a torna adequada para objetos pequenos ou medições mais precisas. Já a RealSense D435 proporciona um campo de visão mais abrangente, próprio para objetos em movimento, por exemplo.

A RealSense D415 e a RealSense D435 custam, respectivamente, US$ 149 e US$ 179 na pré-venda. A Intel faz envio para diversos países, inclusive o Brasil.

Novas câmeras RealSense da Intel “enxergam como humanos”

via Tecnoblog

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *