Governo Temer negocia com a Google parceria sobre a reforma Previdenciária

Tenso desde novembro do ano passado, Temer admitiu que o principal projeto do seu governo, a reforma previdenciária, talvez não seja aprovado. O fracasso da proposta tem sido ligado à rejeição da população pelas mudanças que, na prática, colocam diversos empecilhos para a aposentadoria a fim de equilibrar as contas do governo.

Para tentar amansar a opinião pública e torná-la mais favorável à proposta da reforma, Temer está buscando uma parceria com a Google, segundo notícia veiculada pelo jornal O Globo.

O intuito da parceria é que resultados de busca personalizados apareçam para cada usuário que procurar informações no site de buscas. Segundo o que foi veiculado na mídia, isso facilitaria que grupos encontrassem mais facilmente as informações que necessitam, citando como exemplo que um trabalhador rural que vá digitar o termo previdência no campo de busca receba resultados informando que, para trabalhadores rurais, não haverá mudanças.

Entretanto, essa personalização dos resultados das buscas pode mascarar uma tentativa nada democrática por parte do governo: veicular, preferencialmente, material favorável às mudanças. Tal favoritismo poderia ter um impacto na receptividade da população por meio da manipulação de informações as quais o povo têm acesso, fazendo com que a maior barreira que impede a proposta de ser aprovada, a opinião pública, fosse amansada.

Também há a informação de que a equipe de comunicação de Temer, que se reuniu na última quinta-feira (11) com representantes da Google, teria interesse em veicular material publicitário do governo através do YouTube. A plataforma de vídeos, hoje, representa a segunda maior audiência do Brasil, especialmente entre o público mais jovem, ficando atrás apenas da Rede Globo de televisão.

via Canaltech

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *