New Horizons deixa estado de hibernação para checagem do sistema de voo

A Nasa está com uma semana cheia, com dois fatos importantes para a investigação espacial dividindo as atenções da agência norte-americana. Na sexta-feira, a espaçonave Cassini termina sua missão, enquantou outra abre novo caminho.

Depois de pouco mais de cinco meses de hibernação, a nave New Horizons acordou, ainda que temporariamente. Ela se dirige para o Cinturão de Kuiper, na rota pós-Plutão, um objeto reconhecido em 2014 e chamado de MU69.

A New Horizons entrou em modo de hibernação em 7 de abril para economizar energia devido a sua longa jornada, que ainda não está completa. Após seu despertar, a equipe da missão vai fazer verificações de instrumentos e coleta de dados nos próximos três meses, bem como uma correção adicional de trajetória de voo antes que a nave espacial volte ao estado de hibernação. A espaçonave deve encontrar o MU69 em 2019.

A New Horizons deixa o estado de hibernação antes de chegar ao MU69

Por que hibernar?

Há várias razões para colocar uma nave no modo de hibernação, como redução do custo operacional da missão e da quantidade de desgaste que a instrumentação de bordo e os sistemas de computação sofrem. Durante esse período, no entanto, o computador de voo da nave continua a monitorar ativamente seus sistemas, enviando pings para as equipes em terra com um relatório de status a cada semana.

Em 22 de dezembro, a New Horizons volta a entrar no modo de hibernação, com alerta programado para 4 de junho de 2018. Depois disso, seus sistemas permanecerão ativos até o encontro com MU69, no Ano Novo de 2019.

O MU69 orbita o Sol a mais de a cerca de 6,5 bilhões de quilômetros da Terra. A ida ao Cinturão de Kuiper acrescentou 1,6 bilhão de quilômetros além do programado para a exploração de Plutão. Ainda não se sabe exatamente o que compõe o MU69, mas uma eclipse recente mostrou que o cinturão pode ter dois corpos orbitando próximos um do outro.

via Canaltech

Deixe uma resposta