Uma pista escondida em Game of Thrones pode definir o destino de Cersei

Depois de mais de um ano de espera, as teorias de Game of Thrones voltaram com força total. A atual monarca dos Sete Reinos, Cersei Lannister, está mais sozinha do que nunca e não parece que as coisas vão melhorar. Principalmente com um detalhe escondido que apareceu no trailer da temporada e no episódio de ontem.

Na cena de conversa entre Cersei e seu irmão/mozão Jaime Lannister, os dois caminham sobre um mapa de Westeros que ela mandou pintar no chão. O mapa está inacabado, mas pronto o suficiente para vermos onde cada um dos loiros está pisando.

Quando a cena é filmada de cima, aí vem o momento da eureka, que pode ter passado batido por muita gente.

(HBO/Reprodução)

O lugar em que Cersei está pisando é uma região conhecida como Gargalo de Westeros. É a região onde termina o Norte e começa o Sul, área muito disputada por quem quer conquistar os Sete Reinos. Jaime está numa parte muito menos glamurosa: os Dedos, quatro penínsulas rochosas e pobres. É a terra natal de Petyr Baelish – e como ele veio dos Dedos, é chamado de Mindinho (tum-dum-tsss). Mas a parte geopolítica pouco importa. O que vale é a tradução: no original em inglês, o Gargalo é conhecido como Neck, ou pescoço. Guarde isso: Jaime são os Dedos, Cersei é o pescoço.

De mal a pior

Vamos voltar algumas temporadas. Lá pela quinta, os espectadores conheceram a famosa profecia feita por Maggy, a Rã, uma bruxa que Cersei conheceu quando era bem jovem. Maggy disse que Cersei casaria com o rei, mas seria infeliz e que todos os seus filhos iriam ser coroados, mas encontrar a morte. “Douradas serão suas coroas, douradas suas mortalhas”, Maggy falou. Tudo isso foi cumprido com a morte de Tommen no final da sexta temporada.

O problema é que a profecia continua. Cersei seria substituída pro uma rainha mais jovem e mais bela que ela. A vilã acreditava que essa figura fosse Margaery e se livrou da moça – mas a verdadeira Branca de Neve da história pode ser Daenerys. Mais importante, porém, Maggy previu a morte de Cersei. Destituída de tudo e se afogando em lágrimas, “o valonqar enrolará as mãos em sua pálida garganta branca e a estrangulará até roubar sua vida”.

Já falamos sobre a teoria do Valonqar por aqui antes. A palavra significa “irmão mais novo” nos dialetos da Antiga Valíria. Cersei passou a vida achando que se tratava de Tyrion, seu irmão anão, que ela sempre odiou (parte por medo de que ele a matasse). Só que seu gêmeo Jaime também veio ao mundo depois dela, segurando no seu tornozelo.

Conecte essa interpretação com o mapa: Dedos + Pescoço = Jaime sufocando Cersei até a morte. Parece duvidoso? Vamos com calma.

Jaime já não é mais o mesmo homem que empurrou um molequinho da janela por amor à irmã. Na coroação de Cersei, ele já aparece altamente desconfiado e nada satisfeito. O motivo também pode estar no passado dele: Jaime ficou conhecido como Kingslayer por ter matado O Rei Louco. Já sabemos que não foi um golpe. O gêmeo estava tentando evitar que o rei destruísse a cidade com fogo-vivo. E o que Cersei usou para explodir seus inimigos? As mesmas chamas verdes.

via Superinteressante

Deixe uma resposta