Foguete Soyuz é lançado e “dá carona” pra mais de 70 satélites até o espaço

A agência espacial russa resolveu fazer o papel de motorista da rodada e lançou um foguete Soyuz na manhã de hoje carregado com 73 satélites que serão colocados em órbita – desde modelos pequeninos até os que têm o tamanho de um carro e pesam meia-tonelada.

Os dispositivos foram organizados em uma estrutura na ponta do foguete e marcaram o lançamento com maior quantidade de satélite que um Soyuz levou para fora da Terra. Os satélites pertencem a diferentes organizações, entre empresas e universidades, sendo que a maior quantidade é referente a empresa norte-americana Planet, que colocou 48 satélites no pacote.

VIDEO

Vale ressaltar que, mesmo com a grande quantidade, os satélites da Planet são pequenos, com 30 centímetros de comprimento por 10 de largura – é a grande quantidade deles que vão permitir que a empresa crie uma verdadeira estrutura de observação constante voltada para a Terra.

Esses pequeninos dispositivos, assim como os outros, de fato “pegaram uma carona” no Soyuz, que tinha como missão principal levar um único satélite ao espaço, o Kanopus-V-IK, que também vai servir para observar a Terra com o objetivo de monitorar possíveis incêndios florestais lá de cima. A agência mostrou o sistema de montagem do seu satélite em um vídeo – se você não entender russo, ver as figurinhas já ajuda bastante a entender:

VIDEO

O Kanopus, inclusive, foi o primeiro satélite a ser liberado em órbita, com outros 24 sendo soltos em seguida a uma altitude mais alta e finalmente os 48 da Planet tomando seu caminho a uma altitude mais baixa.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta