Vertu entende que ninguém compra celular de US$ 50 mil e fecha as portas

A Vertu finalmente fechou as portas após meses de notícias sobre as dificuldades financeiras enfrentadas. Obviamente, a notícia não é feliz: posições de trabalho foram extintas. Por outro lado, parece que os empresários por trás da Vertu finalmente entenderam que ninguém quer comprar um smartphone feio de US$ 50 mil.

Ao que parece, não basta encher um smartphone de ouro e diamantes se o design for duvidoso e o hardware pior ainda — além do preço extremamente abusivo

Caso você não saiba, a Vertu é uma fabricante de smartphones de luxo conhecida por oferecer aparelhos que batem na casa dos US$ 50 mil, misturando ouro, platina, pedras preciosas e um hardware bem horroroso — os celulares mais baratos partiam de US$ 9 mil e trabalhavam com um hardware de entrada/intermediário.

No mês passado, surgiram relatos de funcionários da empresa que estavam preocupados com demissões, principalmente após a Vertu não pagar salários e o trabalho de empresas fornecedoras. Agora, a preocupação se tornou realidade.

No final das contas, a Vertu fecha as portas com um déficit de 128 milhões de libras (cerca de R$ 530 milhões). Ao que parece, não basta encher um smartphone de ouro e diamantes se o design for duvidoso e o hardware pior ainda. Ou, o nicho de luxo prefere opções mais “mundanas” como o Apple iPhone 7 Plus e o Samsung Galaxy S8+? Dê a sua opinião nos comentários.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta