A tecnologia que vai ajudar a F1 a testar novas regras e regulamentos

Diversas equipes da Fórmula 1 já utilizam simuladores para fazer testes secretos com seus pilotos, já que, por conta das regulamentações, o tempo efetivo de testes na pista é limitado. Agora a própria organização da categoria quer contar com a ajuda da tecnologia para validar seus regulamentos antes de colocá-los em prática.

Ross Brawn, um dos dirigentes esportivos da F1, disse que os simuladores de corrida poderão ser utilizados não somente para testes de regulamentos esportivos, mas para os técnicos também, já que boa parte dos simuladores está conseguindo modelar aspectos importantes, como a aerodinâmica.

“Para onde estamos olhando para melhorar o automobilismo no futuro existe uma comunidade de pilotos virtuais através dos quais podemos potencialmente testar diferentes ambientes e diferentes mudanças na forma como corremos. Podemos fazê-los nos dizer se a competição melhorou ou não”, explicou Brawn.

O dirigente continua: “Na comunidade de corridas virtuais, se mudarmos uma propriedade aerodinâmica nos carros e isso for introduzido nesse ambiente virtual, isso cria uma melhor corrida ou não a partir da experiência deles?”.

Max Verstappen usa os períodos livres e de férias da F1 para treinar em um simulador em casa

Além dos testes de regulamentos, Brawn também sugere que os simuladores poderiam ser utilizados com a finalidade de entretenimento incorporado às corridas, com eventos virtuais acontecendo ao mesmo tempo em que os grandes prêmios reais ocorrem. A ideia é traçar um paralelo de como os pilotos virtuais se comparam aos da vida real.

“No momento nós estamos tentando entender o que faz uma corrida ser boa, o que é necessário para fazer uma corrida ser ótima”, explicou Brawn. No fim das contas, o ambiente virtual pode ser a fonte para essas respostas.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta