“Volta” do Orkut pode ser fraude, alerta a Google

Muita gente acordou surpresa nesta quarta-feira (12) com a notícia de que o Orkut voltou. A rede social lançada pela Google em 2004 e desativada em 2014 aparentemente tinha sido ressuscitada com a interface da página inicial que há consagrou na década passada, porém, uma olhada mais cuidadosa já indica os problemas dessa “volta” do Orkut.

Além de não utilizar um protocolo de segurança, após o cadastro, a página Orkut.li pede para que os usuários associem sua nova conta ao perfil do Facebook, características suficientemente suspeitas. Até mesmo os navegadores e sistemas antivírus já identificam a página como possivelmente fraudulenta, outro alerta que sempre deve ser levado em conta especialmente em itens que obrigam você a fornecer informações pessoais.

Quem for além disso e criar uma conta na nova plataforma, verá um visual igual ao do Orkut, com espaço para comunidades, amigos, identificador de quem visitou o seu perfil e tudo mais. Aparentemente tudo normal, mas é preciso ficar atento.

Antivírus já bloqueiam o acesso à página.

Nenhuma relação com a Google

A Google não é dona do Orkut.li, tanto é que o domínio foi registrado ainda em 2006, quando a plataforma estava a pleno vapor e a ameaça do Facebook parecia algo distante e até irreal, especialmente aqui no Brasil. Apesar de trazer informações supostamente verdadeiras e funcionar como uma rede social, não se sabe qual ao certo quais as intenções por trás de seus criadores

Para não deixar qualquer dúvida, a própria Google se manifestou e informando que o Orkut.li se trata de uma fraude. “Os invasores em orkut.li podem induzir você a fazer algo perigoso, como instalar um software ou revelar suas informações pessoais (por exemplo, senhas, números de telefone ou cartões de crédito)”, informa o comunicado enviado pela companhia ao G1.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta