O engenheiro enlouqueceu: Aston Martin revela o Valkyrie de pré-produção

Quando uma marca como a Aston Martin diz que vai fazer algo maluco, a recomendação é não duvidar, já que coisas como o Valkyrie podem ser criados. A síntese de insanidade sobre rodas ganhou uma versão de pré-produção e o resultado não poderia ser mais extraordinário – e faz parecer que ver um desses na rua será como um sonho impossível.

Como a gente já falou por aqui, o novo hipercarro da Aston Martin terá um motor 6.5 V12 que vai produzir cerca de 1.130 cavalos e um peso estimado em 1.000 kg. As novidades, no entanto, ficam pelo fato de que o veículo terá espaço para dois adultos em seus assentos que serão feitos com base em um escaneamento 3D do dono do carro e que será fixado diretamente no assoalho de fibra de carbono.

O volante, que é removível, será muito parecido com o de um carro de competição, com um pequeno display central e com diversos botões que serão utilizados para fazer ajustes no veículo, como a intensidade do controle de tração, rigidez das barras antirrolagem, distribuição de freios  e outras coisas que os donos do Valkyrie só vão usar nas pistas.

Os espelhos laterais dão lugar a câmeras que projetam as imagens em dois monitores menores dentro do carro. Por fim, uma terceira tela ocupa a porção central do painel e será a responsável por um sistema de infotainment que será mais “info” que “tainment”, mostrando informações do status do veículo.

A atenção aos detalhes também acompanha a insanidade geral do projeto: o símbolo da Aston Martin é feito em alumínio e terá uma grossura de apenas 70 micrômetros, o que é 30% de um fio de cabelo e 99,4% mais leve que uma badge normal da marca.

Fora isso, o design… Bem, o design é bem agressivo e fala por si só: o Valkyrie será capaz de gerar 1,8 tonelada de pressão aerodinâmica, que equivale a um sedã médio pressionando o hiperesportivo contra o chão em alta velocidade – e ele tem essas portas maneiríssimas e nada práticas também.

O modelo, de acordo com a montadora, está com 95% de seu projeto finalizado e parece que será o mais próximo que a Fórmula 1 já chegou de andar de forma legal nas ruas. O Valkyrie começará a ser vendido em 2019, ainda sem preço anunciado.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta