Cuidado: apps que prometem ajudar em jogos mobile podem instalar malwares

Não importa o meio que você usa para jogar, sempre terá alguém “rápido” o suficiente para tirar vantagem com algum tipo de artimanha. No mundo dos games mobile isso não é diferente, mas muitas vezes há um preço alto a ser pago por isso – e ele não é algo especificamente monetário.

Segundo dados levantados pela PS Safe, há um novo golpe que visa explorar os jogadores que querem obter algum tipo de vantagem para conseguir itens pagos sem desembolsar nada para isso. Em apenas um mês, a empresa afirma ter bloqueado mais de 150 mil golpes associados a aplicativos que prometem ajudas “milagrosas” nesse sentido.

Com o auxílio do software DFNDR (que você pode baixar gratuitamente por meio deste link), foi possível bloquear a ação de diversos artifícios que instruem o usuário a instalar um aplicativo que automaticamente gera vantagens (seja mais experiência, moeda virtual ou obtenção de itens) em títulos como Clash Royale, Pokémon GO, Candy Crush e outros.

Pokémon GO é um dos alvos dos criadores de aplicativos que prometem oferecer vantagens

“O alto nível de sofisticação desse tipo de golpe impressiona. Para que os usuários acreditem que se trata de uma oportunidade verídica, os hackers utilizam até mesmo tutoriais em canais no YouTube e redes sociais, com passo a passo sobre como prosseguir para ter acesso às vantagens. Desta maneira, eles conseguem convencer e, consequentemente, infectar uma maior quantidade de pessoas”, explica Emílio Simoni, gerente de segurança da PS Safe.

Fica a dica!

Os próprios especialistas da PS Safe sugerem aquilo que muitos já devem estar cansados de ouvir por aí no que diz respeito à segurança: nunca instale nada que venha de fora da loja oficial da Google em seu dispositivo móvel, e sempre desconfie de programas que oferecem vantagens sem pedir muita coisa em troca. Lembre-se que se fosse fácil assim conseguir tais recursos, o próprio game disponibilizaria a ferramenta para você.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta