Bill Gates fez essas previsões em 1999 — e elas são realidade hoje em dia

Bill Gates

Ao lado do já falecido Steve Jobs, Bill Gates é uma das figuras mais importantes no universo da tecnologia do século XX. Responsável por inovações que transformaram o mundo como o conhecíamos, o fundador da Microsoft também se revelou um visionário e tanto. Em 1999, o milionário publicou um livro contendo previsões para o futuro, e muitas delas já se tornaram realidade e fazem parte do nosso dia a dia no século XXI.

No livro “Business @ The Speed of Thought”, Gates pretendia orientar empresas sobre como seria a melhor forma de usar a tecnologia para levar seus negócios a um outro patamar no século que estava por vir. Entre os avanços tecnológicos previstos pelo empresário, estão esses cinco que já fazem parte do nosso cotidiano:

TVs inteligentes e streaming

Na época, Gates escreveu que “quando quiser assistir à TV, você poderá olhar o guia de programação na tela ou usar outro software para ver o que está sendo transmitido”. Ele também previu que “você compartilhará suas preferências com a emissora, que, por sua vez, monitorará seus padrões de visualização, oferecendo-lhe vários programas entre os milhares disponíveis na TV digital”.

Também foi prevista a interatividade e publicidade dirigida. “As empresas oferecerão conteúdos novos que podem ser baixados mediante o pagamento de uma taxa”, vislumbrou Gates.

Redes sociais

Em 1999, até já existiam alguns serviços online que davam os primeiros passos rumo ao que conhecemos como rede social hoje em dia. Mas Bill foi além, escrevendo que “o site conectará os colegas de trabalho, amigos e famílias de novas formas, formando-se comunidades baseadas nos interesses compartilhados em todo o mundo”.

Ainda sobre o fenômeno das redes sociais que estava por vir, gates disse que “ao permitir que a gente faça compras, receba notícia, se reúna, se divirta e bisbilhote de maneiras que só agora estamos começando a entender, a internet está se tornando a praça da cidade na qual o mundo se transformará amanhã”.

Publicidade inteligente

Em seu livro repleto de previsões acertadas, Gates descreveu um cenário em que “um programa de software sabe que você reservou uma viagem e sugere várias coisas para fazer o seu destino”, sendo que “o programa também o informa sobre a tarifa aérea mais recente e a mais baixa para viajar”.

Além disso, previu que “alguns usuários podem temer que os anunciantes tenham excesso de informação sobre eles, mas o software fará o possível para que as pessoas revelem somente a informação que querem relevar”.

Recrutamento digital

Bill Gates também imaginou que nesse futuro próximo de 1999 “a tecnologia na web torna possível que as pessoas que buscam trabalho encontrem mais oportunidades de emprego que satisfaçam seus interesses e necessidades particulares, se têm habilidades altamente especializadas, ou se só querem trabalhar por algumas horas”.

E, foi batata: atualmente, sites como o LinkedIn fazem a ponte entre empregadores, que publicam vagas, e pessoas que buscam trabalho, podendo divulgar seus currículos e portfólios.

Dispositivos móveis e Internet das Coisas

“Você carregará um ou mais dispositivos pequenos para permanecer constantemente em contato e para fazer transações eletrônicas onde estiver”, previu Gates, com maestria, dizendo também que “essas máquinas estarão em diferentes cômodos de sua casa e, em qualquer um deles, será possível usar o e-mail, obter informações financeiras, receber os últimos boletins meteorológicos e acompanhar notícias”.

Ainda segundo o criador da Microsoft, esses aparelhos “serão conectados por meio de cabos ou mediante tecnologias que não usem cabos e, apesar de elas funcionarem de forma independente, compartilharão dados entre si de forma automática, se tornando parte do cotidiano”.

Acertou em cheio, não é mesmo?

Via Business Insider

via Canaltech

Deixe uma resposta