Proposta quer 100 mil novos carros autônomos em teste nas ruas dos EUA

Os norte-americanos estão buscando um jeito de eliminar a barreira regulatória de uma forma bem rápida para fazer com que os veículos autônomos aconteçam da forma menos traumática possível. Depois de começar a rabiscar uma legislação sobre o assunto, o congresso está discutindo uma forma de aumentar significativamente o número de carros autônomos em teste nas ruas e estradas do país.

Um documento de 45 páginas, escrito por um comitê do partido republicano focado no desenvolvimento energético, apresenta algumas propostas de regulamentações em relação aos testes e uso de veículos autônomos. São 14 leis no total, que flexibilizam bastante os para os testes e podem impulsionar o número de unidades em teste, que hoje é de 2,5 mil, para 100 mil.

Entre essas flexibilizações estão o fato de que, atualmente, os carros autônomos precisam ter os comandos de um automóvel comum: pedais e volante. A ideia é ser mais permissivo em relação às exceções e deixar que as montadoras e empresas testem vários tipos diferentes de veículos – com assentos virados para trás, sem volante e coisas do tipo, como nos conceitos que vem surgindo com cada vez mais frequência.

A proposta, no entanto, não deve passar tão fácil, já que outros membros do congresso estão levantando questões importantes sobre o risco de um aumento tão abrupto no número de veículos sendo testados e também a forma como isso seria implementado, visto que o trânsito das cidades, de forma geral, não está preparado – além do fato de que o documento precisa especificar melhor os papéis das montadoras e dos órgãos reguladores sobre as exceções.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta