10 anos de iPhone: 10 vezes em que a Apple ‘se inspirou’ nas concorrentes

O iPhone está completando 10 anos desde que sua primeira geração foi lançada e para comemorar a data, vamos listar alguns dos maravilhosos recursos que esse smartphone tem, mas que, digamos, foram tomados emprestados pela Apple de outras empresas, afinal, aquilo que é bom merece ser replicado mesmo.

É claro que isso não é problema nenhum! Tem gente que pode achar que é roubo, mas na verdade é algo bastante comum entre empresas de tecnologia: existem muitas ferramentas que acabam sendo compartilhadas entre produtos de diferentes fabricantes para a felicidade dos usuários. Confira agora 10 vezes em que a Apple “se inspirou” em outras companhias:

1. Recurso “deslize para desbloquear” (Slide to unlock) 

Um clássico do iPhone, esse recurso serve para impedir que a interface de seu smartphone seja acessada sem querer, dentro do bolso ou de uma bolsa. Isso porque você deve deslizar o dedo todo pelo visor para desbloqueá-lo.

Essa tecnologia foi inventada pela Neonode, uma empresa sueca que patenteou o sistema em 2002, bem antes do iPhone ser lançado. Já a Apple registrou o slide to unlock no fim de 2005 para lançar o dispositivo pela primeira vez em 2007.

2. Assistente virtual controlada por voz

Siri, a assistente virtual da Apple presente nos iPhones a partir do modelo 4s, de 2011, vem sendo aperfeiçoada pela empresa e funciona cada vez melhor. Ela foi pioneira entre seus concorrentes diretos, como é o caso da Cortana, da Microsoft; da Alexa, da Amazon; e da Google Assistant.

Porém, tudo começou em 1994 com a Wildfire Assistant, um sistema de assistente com voz natural para ser usado em telefones fixos e que ajudava a fazer ligações, escutar recados e até funcionava, por meio de comandos de voz, como alarme e agenda.

3. Touchscreen

Antes do iPhone popularizar os dispositivos celulares com telas de touch, alguns outros aparelhos já disponibilizavam visores que podiam ser tocados para a interação do usuário, mesmo que não funcionassem tão bem assim.

Segundo a história do touchscreen, E. A. Johnson teria inventado a tecnologia ainda em 1965, mas ela era bastante imprecisa e complicada de usar. É curioso que a Apple também teria usado um visor com esse recurso em um protótipo de telefone fixo ainda em 1983, o que algumas pessoas chamaram – em tom de humor – de primeiro iPhone.

4. Teclado que “prevê” o que você vai escrever

O QuickType, recurso do teclado presente nas versões mais recentes dos iPhones, consegue aprender o que você mais escreve e prever uma palavra ou frases antes de você completá-las. Tudo isso é muito legal e bastante útil, mas já vinha sendo usado no sistema Android bem antes e até nos dispositivos da BlackBerry.

5. “Ei, Siri” versus “Ok, Google”

Já falamos aqui que a Siri tem sido cada vez mais usada e está cada vez mais inteligente, mas até a versão 8 do iOS, ela só podia ser acessada navegando pelo celular. A partir dela, basta o usuário falar “Ei, Siri” para que o recurso seja ativado e você possa fazer perguntas ou dar ordens para a assistente virtual da Apple.

Apesar de prática, a ação já não era novidade para usuários de Android quando foi implantada nos iPhones. No caso do sistema operacional da Google, você precisa apenas dizer “Ok, Google” para acessar seu assistente virtual.

6. Backup de dados no iCloud

O iCloud é uma ferramenta essencial para quem armazena muitos dados em seus iPhones, evitando usar totalmente o espaço para instalação de aplicativos e podendo guardar muito mais do que o smartphone permite. O serviço também é compatível com outras plataformas além dos iPhones.

Muito antes do iCloud nos iPhones, porém, já era possível usar o Google Drive ou o OneDrive, da Microsoft, com essa mesma função, em smartphones de outras marcas, especialmente com sistema Android.

7. Reconhecimento facial no app de fotos

Quem usa o Google Fotos já viu que, além dele manter em backup as fotos tiradas (ou recebidas) com seu celular, ele fornece diversas opções de organização das imagens. Uma delas é por pessoas e para isso, o app reconhece os rostos das pessoas nas fotografias e as categoriza devidamente.

Mesmo sendo possível usar o Google Fotos no iPhone, é possível ter esses mesmos recursos no aplicativo Photos a partir do iOS 10. Ele reconhece rostos e objetos em fotos e sua inteligência artificial é capaz de criar álbuns e montagens em vídeos com imagens que possam ser relevantes para o usuário.

8. Limpar todas as notificações

Esse é um recurso simples, mas bastante útil. Quando você fica um tempo sem usar o celular e as notificações mais variadas vão se acumulando, um botão que limpe tudo é essencial. Você pode encontrá-lo há um bom tempo no Android, por exemplo, mas ele só deu as caras no iPhone a partir do iOS 10.

9. Elevar para Despertar (Raise to Wake)

Já pegou o celular apenas para olhar as horas ou alguma informação exibida na própria tela de travamento? É muito simples fazer isso com o recurso Elevar para Despertar, com o qual basta erguer o celular para o visor acender, sem que nenhum botão tenha que ser pressionado.

Presente no sistema Android desde a versão Lollipop, o Raise to Wake só apareceu nos iPhones com a atualização para o iOS 10.

10. Enviar fotos e vídeos pelo iMessage

O lançamento do iOS 8 finalmente permitiu que o iMessage – o aplicativo de comunicação do iPhone – enviar fotos e vídeos. Seria algo surpreendente caso isso já não pudesse ser feito normalmente há um bom tempo por outros apps, como WhatsApp, Telegram e afins.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta