Firefox finalmente ganha suporte a multiprocessos

Boa parte das atualizações de navegadores traz promessas de melhorias no desempenho que, na prática, não fazem diferença. Mas o recém-lançado Firefox 54 deve cumprir essa promessa: com o update, o browser finalmente passa a trabalhar com múltiplos processos por padrão, coisa que o Chrome e o Safari, por exemplo, fazem há algum tempo.

Firefox

Com o novo modo de funcionamento (de codinome Electrolysis ou E10s), o Firefox divide a carga de processamento das páginas em até quatro processos que são distribuídos em blocos de memória independentes. O efeito direto é a otimização dos recursos. A divisão em processos impede que uma aba muito pesada afete o desempenho de outras páginas que estão abertas, só para você ter ideia.

Note, porém, que a estratégia aqui não é abrir um processo para cada aba, como no Chrome. As páginas são distribuídas entre os quatro processos, na verdade. De acordo com a Mozilla, essa abordagem traz equilíbrio, pois a abertura excessiva de processos pode elevar consideravelmente o uso de memória RAM e, assim, deixar o computador mais lento.

Firefox 54

De qualquer forma, é possível aumentar o limite de processos digitando about:config na barra de endereços e colocando o número desejado no item dom.ipc.processCount. No entanto, alterações nesse parâmetro só são recomendadas para computadores que têm 8 GB de RAM ou mais.

Para a grande maioria dos casos, a configuração padrão deve ser suficiente. A Mozilla afirma ter executado testes comparativos com os rivais Edge, Chrome e Safari cujos resultados indicam que o Firefox com multiprocesso consome muito menos RAM.

Firefox versus Chrome versus Safari

A Mozilla garante que não vai parar por aqui. A organização trabalha atualmente em um projeto chamado Quantum que, entre outros recursos, trará um novo motor de JavaScript para o Firefox e otimizará o uso de hardware (especialmente da GPU) pelo navegador.

Firefox - Tecnoblog

O Firefox 54 com multiprocesso está disponível para Windows, Linux e macOS.

Firefox finalmente ganha suporte a multiprocessos

via Tecnoblog

Deixe uma resposta