Anatel libera faixa de 700 MHz para 4G em mais 74 cidades brasileiras

Sete delas são capitais das regiões NO e NE, que entram agora no período de mitigação preventiva de interferências do sinal da banda larga móvel no da TV aberta

O Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) e a Anatel aprovaram nesta terça-feira, 30/5, a entrada em operação do sinal de banda larga móvel (4G) na faixa de 700 MHz em sete capitais, Boa Vista (RR), Fortaleza (CE), Macapá (AP), Natal (RN), Rio Branco (AC), Recife (PE), Maceió (AL), e em mais 67 cidades.

A maioria desses municípios, excluindo Recife e Maceió,  entram agora no período de mitigação preventiva de interferências do sinal da banda larga móvel na TV Digital aberta, que dura 3 dias, em média, no qual a população será informada sobre como agir. Em Recife e Maceió há  ainda a necessidade de alteração de canais de radiodifusão para o início do processo de mitigação.

Nas demais localidades, ocorrendo a suspeita de interferência, a população poderá contatar o site da TV Perfeita.

Após o termino deste processo, a Anatel permitirá que a banda larga
móvel na faixa de 700 MHz entre em operação nas 74 cidades.

Até o momento
não foi confirmada nenhuma interferência da banda larga móvel operando
na faixa de 700 MHz na TV aberta nos municípios onde já ocorre a
convivência dos serviços. O maior deles é Brasília.  

Outras cidades onde o cronograma de desligamento do sinal analógico de TV aberta acontece ainda este ano, deverão passar pelo mesmo processo, com exceção de São Paulo, onde a limpeza do espectro de frequência deve demorar. Pelo cronograma previsto, a liberação dos 700 MHz para a banda larga móvel só deve ocorrer em 2019.

A faixa de 700 MHz, além de aumentar o total de frequências disponíveis para a banda larga móvel, apresenta vantagens na propagação do sinal (para aumento de cobertura). A faixa de 700 MHz é menos robusta na transmissão de dados, mas tem comprimento de onda maior e demanda menos antenas. Adicionalmente, a faixa de 700 MHz facilita o acesso em ambientes fechados, o que melhora a experiência do usuário dentro de suas residências.

Além disso, o espectro de 700 MHz é de grande importância para a evolução da banda larga, notadamente no que concerne a cobertura de áreas de mais baixa densidade demográfica.

via IDG Now!

Deixe uma resposta