Novos processadores da ARM foram planejados para a realidade virtual

Um dos principais nomes do mundo dos hardwares mobile, a ARM está preparando uma nova leva de processadores que chegam prontos para trabalhar com a realidade virtual. O principal deles é o Cortex-A75, que promete oferecer “processamento similar a um laptop” e velocidades ate 50% maiores do que o núcleo A73 oferecido anteriormente.

O poder adicional oferecido pela solução é bem-vindo quando levamos em consideração a grande quantidade de cálculos feitos por aplicativos que se adaptam aos comportamentos de seus usuários. O objetivo da ARM é que os novos produtos ajudem a acelerar processos de aprendizado por máquina, beneficiando os consumidores no processo.

sua nova tecnologia permite que até oito núcleos completamente diferentes sejam usados

A empresa também anunciou o chip A55, que é 2,5 vezes mais poderoso do que o A53 — ganho notável para uma CPU intermediária. Ambos os hardwares são construídos sobre uma base que a empresa chama de “DynamIQ”, que promete torná-los mais flexíveis às necessidades de desenvolvedores.

Enquanto a solução big.LITTLE da ARM combinava um número igual de CPUs de alto desempenho com outras de performance mais modesta, sua nova tecnologia permite que até oito núcleos completamente diferentes sejam usados. Na prática, isso significa a possibilidade de trabalhar com combinações especializadas em tipos de operações bastante específicas.

Mais poder gráfico

A fabricante também anunciou a nova GPU Mali-G72, que não somente é mais econômica do que a G71, como se mostra 17% mais capaz de trabalhar com processos de aprendizado por máquina. Como bônus, o poder de processamento aprimorado torna o componente mais apto a lidar com games pesados e tarefas relacionadas à realidade virtual.

Infelizmente, ainda deve demorar um tempo considerável até que surja no mercado smartphones adaptados às novas tecnologias. A previsão da ARM é que os primeiros dispositivos equipados com seus novos processadores só devem começar a chegar às lojas em algum momento do início de 2018.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta