EUA considera banir laptops em voos internacionais

O secretário de segurança nacional dos Estados Unidos John Kelly afirmou neste domingo a sua intenção de proibir o uso de laptops em qualquer voo internacional com destino ou saída do país norte-americano. A medida, defende Kelly, tem como objetivo evitar a ação de terroristas.

Caso realmente seja implementada, ela expande as restrições impostas em março pelo governo dos EUA, que proibiu o porte de qualquer dispositivo maior do que um telefone celular na cabine de passageiros em voos vindos de 10 países com maioria muçulmana. A afirmação de John Kelly foi feita durante entrevista ao programa Fox News Sunday neste domingo (28).

Medidas aplicadas inicialmente a voos partindo de países muçulmanos devem ser ampliadas para qualquer voo internaciona

Quando questionado sobre a possibilidade de banir o porte de laptops em todos os voos internacionais que passem pelos Estados Unidos, Kelly confirmou a sua intenção alegando que os terroristas estão “obcecados pela ideia de derrubar um avião durante o voo, particularmente de uma empresa dos Estados Unidos, particularmente se ele estiver cheio de pessoas dos EUA.”

Restrições

As restrições começaram de forma temporária em março deste ano, quando o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos baniu o porte de qualquer dispositivo maior do que um telefone celular na cabine de passageiros — ou seja, tablets e notebooks deveriam ser carregados no compartimento de bagagem. A medida valia apenas para 10 países de maioria islâmica da África e do Oriente Médio.

Durante o mês de maio, o departamento levantou a possibilidade de banir o porte de notebooks em voos partindo da Europa com direção aos EUA. Contudo, ao que tudo indica, a restrição deve atingir voos vindos de qualquer localidade, inclusive aqueles partindo do país norte-americano com direção a outras localidades.

via Novidades do TecMundo

Deixe uma resposta