Ciclo da morte: vídeo registra uma cobra regurgitando outra cobra

Você sabe que as cobras não são muito fãs de dietas regradas, com intervalos de três em três horas entre as refeições e outras formalidades desse tipo. Uma vez que caçar não é uma tarefa tão simples e o alimento pode não estar sempre disponível, algumas espécies comumente escolhem presas que as satisfaçam por um longo período de tempo. Por isso, é fácil achar relatos desses répteis engolindo animais tão grandes ou até muito maiores que elas próprias, como antílopes, ou crocodilos, por exemplo.

O problema é que apostar em um jantar tão graúdo pode não ser uma boa, já que o tempo que o bicho passará dentro do corpo da cobra é proporcional ao seu tamanho. Por conta disso, a digestão lenta desses répteis por vezes os obriga a abandonar a ideia, regurgitando a refeição que acabaram de fazer.

As cobras costumam se utilizar desse recurso por várias razões, como quando percebem que comeram demais ou se sentem acuadas e precisam fugir rapidamente de alguma situação ameaçadora. Esse é um processo diferente do vômito, já que o alimento não começou nem a ser alterado pelos processos químicos envolvidos na digestão.

Enquanto dirigia pela pequena cidade de Newton, no Texas, Christopher Reynolds conseguiu captar exatamente esse momento. Isso foi possível graças a ideia ousada de descer do carro para fazer algumas fotos de uma cobra que estava à beira da estrada. Motivado por Nina, sua esposa, Christopher resolveu aproveitar o momento e fazer também um vídeo do bicho.

O que ninguém esperava é que o pedacinho de presa que pendia para fora das mandíbulas da cobra ia ser completamente colocado para fora enquanto ele filmava. E, principalmente, que o bicho que estava lá dentro seria tão comprido quanto a própria serpente.

A cobra de cor clara, depois de voltar das profundezas do corpo da escura, surpreendentemente ainda aparenta estar viva, para o espanto de quem assistia à cena. Depois de deixar a refeição no local, a predadora abandona o local do crime.

“Isso é loucura. Esse é definitivamente o dia de sorte da outra serpente. Não posso acreditar que esse carinha ainda está vivo. Ele parece ainda estar tentando descobrir o que está acontecendo”, comenta Christopher no vídeo, que você pode assistir a seguir:

via Superinteressante

Deixe uma resposta