Microsoft anuncia novo Surface Pro com melhorias, mas nada do Pro 5

PC World / EUA

23 de maio de 2017 – 10h55

A empresa de Redmond apresentou nesta terça-feira, 23/5, um upgrade do Surface Pro 4 com desempenho 20% mais rápido e bateria de 13,5 horas.


A linha Surface Pro, da Microsoft, permaneceu basicamente inalterada nas últimas duas gerações. Agora você pode aumentar esse número para três. Isso porque o novo Surface Pro (2017) – não, não é o Surface Pro 5 – traz melhorias internas significativas, mas se recusa a mudar algo que vai indo bem.

Anunciado nesta terça-feira, 23/5, com preço sugerido de 800 dólares, o novo Surface Pro já está disponível para pré-venda, sendo que o aparelho começa a ser entregue no próximo dia 15 de junho, mesma data de lançamento do Surface Laptop – os dois produtos serão lançados em um total de 26 mercados, incluindo EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Índia e Taiwan, entre outros. 

Talvez a maior mudança do novo aparelho seja semântica: a Microsoft decidiu chamar o Surface Pro de um “laptop” em vez de um “2 em 1”. A empresa não está abandonando a ideia de “um tablet que pode substituir seu laptop”, mas a empresa acredita que os usuários agora compram os Surfaces como laptops, fazendo com eles tudo o que fariam em laptops tradicionais.

Se colocados um ao lado do outro, o Surface Pro 4 e o novo Surface Pro são basicamente idênticos, especialmente se estiverem com a Signature Type Cover. Ambos trazem telas PixelSense de 12,3 polegadas, mas o novo Surface Pro (2017) conta com um teclado melhor, pode ser deitado em um ângulo maior, de 165 graus, no estilo do Surface Studio, e se aproveita de uma nova e mais sensível Surface Pen (vendida separadamente). 

Na parte de dentro, as diferenças entre eles são mais profundas. Os novos chips Kaby Lake aumentam o desempenho em 20%, e a duração da bateria sobe de 9 horas para 13,5 horas. E se você não gosta da ventoinha do Surface, então pode ficar feliz – há um novo modelo Core m sem ela.

Algumas coisas, no entanto, não mudaram no novo Surface Pro. A Microsoft ainda prefere o conector Surface para recarga, por exemplo, em vez de uma entrada USB-C, cada vez mais comum no mercado.


As versões futuras do Surface Pro incluirão uma versão LTE, e, surpreendentemente, um modelo rodando o novo sistema Windows 10 S, uma mudança e tanto de abordagem já que os aparelhos Surface Pro sempre utilizaram apenas o Windows 10 Pro.

 

via IDG Now!

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *