House of Cards brinca com crise política do Brasil: ‘difícil competir’


Assim como já tinha feito no ano passado, o seriado House of Cards, do Netflix, voltou a fazer piada com a crise política do Brasil na noite desta quarta-feira, 17/5, por conta publicação de uma reportagem do jornal O Globo, que aponta que os donos da JBS gravaram o presidente Michel Temer (PMDB) dando aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), atualmente preso.

 

Em seu perfil oficial no Twitter, a série protagonizada pelo político Frank Underwood (Kevin Spacey), conhecido pelo jogo sujo em sua busca pelo poder na capital dos EUA, afirmou que “Tá difícil competir”.

 

A publicação obviamente reverberou rapidamente nas redes sociais, já em polvorosa desde o início da noite por conta das denúncias contra Temer. Em cerca de quatro horas, o tuíte do perfil de House of Cards recebeu mais de 84 mil retuítes e 78 mil curtidas.

 

Mas a brincadeira não parou por aí. Questionada por uma usuária do Twitter se não deveria fazer um spin off de House of Cards passado no Brasil, o perfil da série não perdeu tempo e disse o seguinte: “Eu até tentaria, mas se eu reunisse 20 roteiristas premiados não conseguiria chegar numa história à essa altura…”.

 

houseofcardsbrasil2017.jpg

via IDG Now!

Deixe uma resposta