Dell UP3017Q é um monitor OLED 4K de 30 polegadas bem caro

A Dell começou a vender nos Estados Unidos nesta quinta-feira (13) o UltraSharp UP3017Q, um monitor de 30 polegadas com resolução de 3840×2160 pixels. Ele tem painel OLED, baixo tempo de resposta (0,1 ms) e poderá ser uma opção para profissionais de imagem, gamers e usuários avançados. Desde que eles tenham US$ 3.500 para gastar.

O UP3017Q não é exatamente novo: ele foi apresentado pela primeira vez em janeiro de 2016 (!) e estava planejado para começar a ser vendido dali a dois meses, mas isso só aconteceu agora. Um executivo da Dell chegou a afirmar em entrevista, em janeiro deste ano, que o desenvolvimento do monitor havia sido suspenso devido a dificuldades técnicas.

De qualquer forma, o monitor agora existe, e ele tem uns detalhes interessantes. O primeiro é o fato do UP3017Q ter um grande painel OLED capaz de atingir níveis de preto que nenhum LCD consegue — o que pode torná-lo uma boa alternativa para fotógrafos e editores de vídeo que exigem precisão nas cores, por exemplo. A Dell afirma que ele mostra 1,07 bilhão de cores, suportando 100% do espectro Adobe RGB, 97,5% do DCI-P3 e 85,8% do Rec. 2020.

Além disso, o tempo de resposta do painel OLED é extremamente baixo, de 0,1 milissegundo. Aqui, estamos falando de um tempo de resposta real, do preto para o branco — as fabricantes têm feito alguns malabarismos com esses números, divulgando valores com base em tons de cinza, semelhante ao que acontecia com os watts PMPO na década passada. Isso, aliado ao alto nível de contraste, também pode chamar a atenção de alguns gamers ricos.

O monitor tem entradas HDMI 2.0 e Mini DisplayPort 1.2. Por meio da porta USB-C com Power Delivery, ele pode fornecer até 100 watts de potência para um dispositivo conectado (como o novo MacBook Pro), eliminando um cabo na mesa.

O OLED não é melhor que o LCD em tudo: ele sofre mais com degradação de cores ao longo do tempo, e possui um efeito semelhante (ainda que em proporção bem menor) ao das primeiras TVs de Plasma, de “queimar” pixels quando uma imagem estática é exibida por muito tempo. Tanto é que um dos recursos anunciados pela Dell foi um sensor de presença, que pode desligar o painel quando ninguém está em frente ao monitor.

Mesmo assim, estamos falando de uma tecnologia que ainda está amadurecendo em monitores. Será que vai demorar muito tempo até o OLED se tornar popular em telas grandes nos PCs (e por um preço menos absurdo)?

Dell UP3017Q é um monitor OLED 4K de 30 polegadas bem caro

via Tecnoblog

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *