Elon Musk é um louco, mas no melhor sentido da palavra. O cara simplesmente mexe com carros que dirigem sozinhos e foguetes que pousam verticalmente. Agora, como se fosse algo normal, Musk está trabalhando em uma interface para unir o cérebro humano com inteligência artificial, por mais louco que isso possa parecer.

A ação vai ser implementada pela Neuralink

Segundo o The Wall Street Journal, isso será feito por uma companhia chamada Neuralink, que está nos primórdios de sua existência. O jornal comenta que a empresa tem como foco criar dispositivos que podem ser implantados no cérebro humano. A ideia é que eles possam, eventualmente, ser uma ponte para unir os humanos com a inteligência artificial.

Ok, tudo isso parece muito louco e até utópico — ou distópico, dependendo da sua visão. Porém, Elon Musk comentou ao jornal que esse tipo de ligação pode aumentar a memória humana e até permitir uma interação “mais direta” com computadores.

“Com tempo, eu penso que veremos uma fusão mais próxima entre inteligência biológica e inteligência digital”, disse Musk há alguns dias. “É mais sobre a largura de banda, a velocidade de conexão entre seu cérebro e a versão digital de você mesmo”.

Outra startup, a Kernel, já trabalha com essa ideia

Tudo isso parece papo de filme de ficção científica. Mas, caso você não saiba, já até existe uma startup chamada Kernel que está financiando uma pesquisa médica na University of Southern California para melhorar a cognição humana por meio de dispositivos conectados no cérebro.

Você ficaria confortável com um dispositivo implantado na cabeça? Dê a sua opinião nos comentários. Para ficar ligado em mais notícias sobre o Neuralink, acompanhe esta página.

Cérebros conectados?