O Cabify — aplicativo de transporte particular que vem concorrendo com o Uber ao redor do mundo — chega nesta quarta-feira (22) a Curitiba e promete apertar a concorrência para o rival na capital paranaense. Vale lembrar que o serviço já estava disponível em São Paulo (SP), Santos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS).

Nesta nova etapa de expansão no Sul do Brasil, o Cabify inicia as operações com a categoria “Lite”, que oferece tarifas mais baixas para os consumidores — algo similar ao que o UberX oferece aos seus clientes. Mas a empresa garante que há várias diferenças entre os dois serviços.

Diferenciais do serviço

Nós conversamos com Daniel Velazco-Bedoya (diretor-geral da Cabify no Brasil) e ele nos contou alguns dos diferenciais do Cabify. Um dos principais é a cobrança por quilômetro rodado, que não considera tarifas dinâmicas e nem tempo de uso de serviço.  Outras diferenças estão na personalização das corridas: é possível usar o app para escolher rádio, intensidade do ar condicionado e até mesmo pedir para que o motorista abra a porta para o cliente.

O executivo também fala sobre as vantagens para os motoristas. De acordo com ele, a Cabify preza por maximizar a renda dos colaboradores, por isso não pretende colocar mais motoristas do que o necessário nas ruas curitibanas. Por falar na cidade, Velazco-Bedoya explicou por que a cidade de Curitiba foi escolhida para a nova fase e citou “população, infraestrutura, transporte e renda” como fatores determinantes.

Em Curitiba, alguns bairros estão fora da área de atuação do aplicativo, porém o aeroporto da cidade — que está localizado em São José dos Pinhais, na região metropolitana — será atendido. Abaixo deste parágrafo você confere quais são as tarifas que serão usadas neste primeiro momento em Curitiba.

Vale dizer que o Cabify planeja chegar a Campinas (SP) e Brasília (DF) ainda durante o primeiro semestre, mas ainda não há datas específicas para isso.

Colaborou para esta matéria: Renan Hamann