O pessoal da Motherboard conseguiu uma imagem da máquina de reparos de iPhones desenvolvida pela própria Apple. Caso não saiba, quase todas as unidades Apple Store possuem uma máquina dessas, que realiza reparos específicos que só ela consegue fazer — principalmente, substituições de tela. Segundo o relato, os funcionários da Maçã chamam o aparato de “Máquina de Calibração de iPhone”.

Uma máquina grande e desengonçada que não parece ser feita pela Apple

Acontece que esse equipamento pode ser usado pela Apple para ela monopolizar o reparo em iPhones e, dessa maneira, acabar tirando muitas lojas independentes — e mais baratas — do mercado.

Um ex-funcionário da Maçã, também conhecido como Apple Genius, explicou para a Motherboard que a máquina “não parece algo feito pela Apple” (por causa da aparência) e que a companhia começou a utilizar o equipamento após o lançamento do iPhone 5s. “Era uma máquina grande e desengonçada que, honestamente, parecia que alguém tinha a construído no quintal de casa”, notou.

“Existem diferentes moldes em que diferentes modelos de iPhones podem ser colocados, e o processo leva cerca de 30 minutos. Também há um líquido estranho que precisamos colocar e precisamos de luvas para manuseá-lo. Muitas válvulas de gás etc. Parecia um trabalho de quintal de alguém, nada a ver com a Apple”, comentou o ex-Apple Genius.

Máquina

Como funciona o aparato

O relato da Motherboard também detalha tudo que essa máquina pode fazer, porém, se destacam as seguintes funções: calibrar a câmera de iPhones, calibrar a tela de iPhones e capacidade de colocar novos botões Touch ID em dispositivos antigos.

Agora, como isso acontece? A máquina é pareada com um computador iMac, que se conecta ao smartphone via servidor interno da Apple. Isso permite que o sensor Touch ID seja recalibrado para, posteriormente, ser colocado no dispositivo.

Máquina 2

Como acontece esse monopólio

O ex-funcionário nota que, atualmente, nenhuma loja independente consegue realizar esses tipos de reparos e dessa maneira. As lojas não autorizadas, quando vão realizar reparos no display, costumam trocar toda a parte frontal do aparelho e deixam o botão Home antigo — no caso, algo mais “drástico”.

Diferente do método de trabalho dessas lojas independentes, a máquina da Apple consegue interagir com o chip Secure Enclave, que também está presente nos sensores Touch ID — por isso, a Apple também troca o botão Home, não apenas a tela.

O iPhone 8 pode ser o ponto de partida para o monopólio

O ponto em questão aqui é o lançamento iminente do iPhone 8. Caso ela realmente seja lançado com as especificações indicadas, ou seja, um painel frontal todo em vidro e sem o botão Home, a Apple vai monopolizar esse mercado de reparos e, ao longo do tempo, acabar chegando milhares de negócios existentes.

Uma saída para isso, segundo o ex-funcionário, é a Apple comercializar essa máquina de calibração para interessados. Dessa maneira, você não precisaria levar o seu iPhone quebrado apenas nas Apple Stores. Por outro lado, existe o argumento que indica a possibilidade de lojas terceiras alterarem o Touch ID, entrando na questão de privacidade e segurança.