Aranhas comem até 800 milhões de toneladas de insetos por ano

Números de um estudo publicado na revista The Science of Nature, traduzem a importância que aranhas possuem no controle de populações. A massa total de insetos caçada por todas as aranhas do mundo, em um único ano, pode atingir valores astronômicos – algo entre 400 e 800 milhões de toneladas. A efeito de comparação, o consumo mundial de carne e peixe da população humana, fica na casa dos 400 milhões de toneladas.

Mais de 95% das capturas de presa acontece em regiões de campo e floresta, onde as aranhas essencialmente habitam. Por conta de sua atuação nessas áreas, a população de insetos herbívoros pode ser até 20% menor. Estima-se que entre 8 a 10 mil espécies são predadas exclusivamente por aranhas.

Veja também

A incidência de mortes de presas, por sua vez, é ínfima em áreas como as desérticas (2%), locais que apesar de inóspitos, também foram colonizados pelas aranhas. As condições adversas, além da grande extensão dessas áreas, ajudam a explicar a baixa densidade populacional – e seu menor instinto assassino.

São conhecidas atualmente 45 mil espécies diferentes, e sua concentração, em regiões com as condições ideais, pode chegar a mil indivíduos por metro quadrado (sim, bizarro só de pensar). Seu cardápio é 90% composto por insetos e outros aracnídeos – ainda que certas espécies ocasionalmente se alimentem de pequenos vertebrados (como sapos, lagartos, pássaros e morcegos) ou levem dieta vegetariana.

A pesquisa mostra também que as aranhas que habitam regiões de culturas agrícolas contribuem com menos de 2% das capturas de presas. Isso pode ser explicado pela maior quantidade de alimento disponível, que faz com que elas tenham de se concentrar na tarefa de sair à caça de presas apenas em alguns momentos do ano.

via Superinteressante

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *