Novas missões espaciais podem fazer China ‘vencer’ os EUA no retorno à Lua

Quase 50 anos depois de o primeiro homem ter pisado no astro, governo chinês quer deixar a sua marca por lá em uma nova fase de seu programa de exploração espacial

Há quase 48 anos, o homem pisava na Lua pela primeira vez, graças principalmente ao investimento feito pelo governo norte-americano na NASA para que o país vencesse a corrida espacial contra os adversários da União Soviética. No entanto, depois do feito realizado pela Apollo 11, em 1969, e após o fim da Guerra Fria, os recursos minguaram e o nosso satélite natural parece ter perdido importância diante de outras missões mais distantes. Agora, no entanto, o local pode recuperar seu charme novamente por conta de esforços da China.

Isso porque, aparentemente, os engenheiros, cientistas e astronautas chineses estão se programando para bater os EUA no retorno à Lua, com múltiplas viagens marcadas para a região antes que a nação de Trump volte a dar uma passeada por lá. De acordo com um anúncio feito pelo próprio governo chinês, essa decisão faz parte de um pacote de aceleração do programa de exploração espacial do país. Além de visitas ao astro agendadas para 2017 e 2018, o novo projeto também contempla o envio de uma sonda para Marte em 2020.

Leia mais…

via Novidades do TecMundo

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *