5 grandes infográficos de 2016

1. Trump insulta todos e tudo

Grandes infográficos de 2016: NYT

Em janeiro, o New York Times publicou uma visualização simples, mas poderosa: uma lista de todas as pessoas e instituições atacadas pelo então candidato à presidência dos Estados Unidos. O gráfico, atualizado até agora, mostra os 289 alvos do republicano no Twitter, e compõe um retrato do temperamento e do comportamento agressivo de Trump.

 

2. Os discursos da votação do impeachment

deputadoa

(Reprodução)

Aqui na SUPER também tem infografia! Um bom exemplo (e exclusivo para o site) é a análise dos discursos dos deputados na votação do impeachment este ano. Focamos no grupo que votou SIM e NÃO, e com a ajuda de word clouds (visualização onde o tamanho das palavras se refere à sua frequência num texto) tentamos trazer um foco diferente para um tema tão forte no país atualmente.

 

3. O seu salário diante da realidade brasileira

nexo

O Nexo fez várias coisas legais em 2016, mas essa vale a pena conhecer pela mistura de visualizações tradicionais com aplicativos e narrativas modernas. Utilizando uma calculadora online, o leitor aponta a sua colocação em relação ao salário padrão brasileiro, jogando uma nova perspectiva sobre desigualdade no país.

 

4. O ritmo da comida

google

Um projeto do Google News Lab (braço do Google dedicado a parcerias com infografistas e instituições jornalísticas), o projeto mostra as buscas online por diferentes tipos de alimentos nos Estados Unidos desde 2004, pondo em destaque as tendências ano a ano. O resultado é uma imersão muito detalhada, linda e é um prato cheio (tu-tuntz) para fãs de comida, de dataviz ou os dois (como eu).

 

5. Raios-X da América

wapo

O Washington Post finalizou o ano com uma série de mapas geniais. As visualizações exploram dados abertos e governamentais para mostrar a infraestrutura nos Estados Unidos: suas redes de eletricidade, de água, suas estradas, usinas… Além disso, também é possível buscar padrões e respostas econômicas – e os cartogramas lembram obras de arte abstratas.

via Superinteressante

Publicado por Carlos Trentini

Eu, eu mesmo e eu, agora e nas horas vagas...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *